www.carloscunha.net
ORAÇÕES
 
 
ANGELUS
O Anjo do Senhor anunciou a Maria. - E ela concebeu do Espírito Santo. Avé Maria, cheia de graça ...
Eis a serva do Senhor. - Faça-se em mim segundo a Vossa palavra. Avé Maria, cheia de graça ...
E o Verbo Divino Se fez homem. - E habitou entre nós. Avé Maria, cheia de graça ...
Rogai por nós, Santa Mãe de Deus. - Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Oremos:
Infundi, Senhor, nós Vos pedimos, a Vossa graça em nossas almas, para que nós que, pela anunciação do Anjo, conhecemos a Incarnação do Vosso Filho Jesus Cristo, sejamos conduzidos à glória da Ressurreição. Pelo mesmo Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amen.
Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo

No tempo pascal: ...

Rainha do céu, alegrai-Vos, aleluia! - Porque Aquele que merecestes trazer em Vosso seio, aleluia, ressuscitou como disse, aleuia!
Regozijai-vos e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia! - Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia!
Oremos:
Ó Deus, que Vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, Vos suplicamos, a graça de alcançarmos por intercessão da Virgem Maria, Sua Mãe, a glória da vida eterna. Por Cristo, nosso senhor. Amen.
Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo ...

ANJO DA GUARDA
Anjo da Guarda,
minha companhia,
guardai a minha alma
de noite e de dia.
ATO DE CONTRIÇÃO (completo)
Meu Deus, porque sois infinitamente bom,
eu Vos amo de todo o meu coração,
pesa-me ter-Vos ofendido,
e, com o auxílio da vossa divina graça,
proponho firmemente emendar-me
e nunca mais Vos tornar a ofender;
peço e espero o perdão das minhas culpas
pela vossa infinita misericórdia.
ATO DE CONTRIÇÃO (simples)
Meu Deus, porque sois tão bom,
tenho muita pena de Vos ter ofendido.
Ajudai-me a não tornar a pecar.
AVÉ MARIA

Avé Maria, cheia de graça
O Senhor é convosco
Bendita sois vós entre as mulheres
E bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus!
Santa Maria, Mãe de Deus,
Rogai por nós, pecadores
Agora e na hora de nossa morte.

CONFISSÃO

Confesso a Deus todo-poderoso
e a vós, irmãos,
que pequei muitas vezes
por pensamentos e palavras,
atos e omissões,
por minha culpa, minha culpa, minha tão grande culpa.
E peço à Virgem Maria,
aos Anjos e Santos,
e a vós, irmãos,
que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA
Ó Senhora minha, ó minha Mãe,
eu me ofereço todo(a) a vós,
e em prova da minha devoção para convosco,
Vos consagro neste dia e para sempre,
os meus olhos, os meus ouvidos,
a minha boca, o meu coração e inteiramente todo o meu ser.
E porque assim sou vosso(a),
ó incomparável Mãe,
guardai-me e defendei-me como propriedade vossa.
Lembrai-vos que vos pertenço, terna Mãe, Senhora nossa.
Ah, guardai-me e defendei-me como coisa própria vossa.
CREDO

Creio em um só Deus,
Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra,
de todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigénito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos:
Deus de Deus, Luz da Luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro;
gerado, não criado, consubstancial ao Pai,
por Ele todas as coisas foram feitas.
E por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos céus.
E encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria
e se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras
e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai.
De novo há de vir em sua glória,
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu reino não terá fim.
Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado:
Ele que falou pelos Profetas.
Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica.
Professo um só Batismo para remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos,
e a vida do mundo que há de vir. Amen.

INVOCAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO
Vinde, Espírito Santo,
enchei os corações dos vossos fiéis
e acendei neles o fogo do Vosso amor.
Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado,
e renovareis a face da terra.
Oremos:
Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis
com a luz do Espírito Santo,
fazei que apreciemos rectamente todas as coisas
e gozemos sempre da sua consolação.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amen.
OFERECIMENTO DAS OBRAS DO DIA
Ofereço-vos, ó meu Deus, em união com o Santíssimo Coração de Jesus e por meio do Imaculado Coração de Maria, as orações, obras, sofrimentos e alegrias deste dia, em reparação das nossas ofensas e por todas as intenções pelas quais o Divino Coração está, continuamente, intercedendo por nós. Eu vo-las ofereço, de modo particular, pelas intenções do nosso Santo Padre, o Papa e por toda a Igreja. Amém.
ORAÇÃO DA MANHÃ

Adoro-Te, meu Deus, amo-Te com todo o coração.
Agradeço-Te por me teres criado, feito cristão e conservado nesta noite.
Ofereço-Te as ações e os sofrimentos deste dia;
faz que sejam segundo a tua vontade e para a tua maior glória.
Preserva-me do pecado e de todo o mal.
A tua graça esteja sempre comigo e com todos nós.

ORAÇÃO DA NOITE

Adoro-Te, meu Deus, amo-Te com todo o coração.
Agradeço por me teres criado, feito cristão e conservado neste dia.
Perdoa-me o mal que hoje cometi e, se fiz algum bem, aceita-o.
Conserva-me nesta noite e livra-me de todos os perigos.
A tua graça esteja comigo e com todos nós.

PAI NOSSO
Pai nosso, que estais nos céus,
santificado seja o vosso nome;
venha a nós o vosso reino;
seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação;
mas livrai-nos do mal.
SALVE RAINHA
Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida, doçura, e esperança nossa, salve.
A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva,
a Vós suspiramos, gemendo e chorando, neste vale de lágrimas.
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei.
E depois deste desterro,
Nos mostrai Jesus, bendito fruto do vosso ventre.
Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.
VIA-SACRA
1.ª Estação Jesus é condenado à morte.
«Pilatos trouxe Jesus para fora e fê-lo sentar numa tribuna, no lugar chamado Lajedo. Era o dia da Preparação da Páscoa, por volta do meio-dia. Disse, então, aos judeus: “Aqui está o vosso Rei!” E eles bradaram: “Fora! Fora! Crucifica-o!” Disse-lhes Pilatos: “Então, hei de crucificar o vosso Rei?” Replicaram os sumos-sacerdotes: “Não temos outro rei, senão César”. Então, entregou-o para ser crucificado. E eles tomaram conta de Jesus» (Jo 19, 13-16).
2.ª Estação Jesus toma a sua cruz.
«Quem não tomar a sua cruz para me seguir não pode ser meu discípulo». (Lc 14, 27); «Jesus, levando a cruz às costas, saiu para o chamado Lugar da Caveira, que em hebraico se diz Gólgota» (Jo 19, 17).
3.ª Estação Jesus cai pela primeira vez.
«Cristo Jesus, que era de condição divina, não Se valeu da sua igualdade com Deus, mas aniquilouSe a Si próprio. Assumindo a condição de servo, tornou-se semelhante aos homens» (Fl 2, 6-7).
4.ª Estação Jesus encontra sua mãe.
«Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: “Este menino está aqui para queda e ressurgimento de muitos em Israel e para ser sinal de contradição; uma espada trespassará a tua alma. Assim hão de revelar-se os pensamentos de muitos corações”» (Lc 2, 34-35).
5.ª Estação Jesus é ajudado pelo cireneu.
«Quando o iam conduzindo, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e carregaram-no com a cruz, para a levar atrás de Jesus» (Lc 23,26).
6.ª Estação A Verónica limpa o rosto a Jesus.
«Vimo-lo sem aspeto atraente, desprezado e abandonado pelos homens, como alguém cheio de dores» (Is 53, 2b-3a).
7.ª Estação Jesus cai pela segunda vez.
«A minha alma está prostrada por terra; dá-me vida segundo a tua palavra. A minha alma chora de tristeza; reconforta-me, segundo a tua palavra. Abraço as tuas ordens; não permitas, Senhor, que seja confundido» (Sl 119, 25.28.31).
8.ª Estação Jesus encontra as mulheres de Jerusalém.
«Seguiam Jesus uma grande multidão de povo e umas mulheres que batiam no peito e se lamentavam por Ele. Jesus voltou-se para elas e disse-lhes: “Filhas de Jerusalém, não choreis por mim, chorai antes por vós mesmas e pelos vossos filhos”» (Lc 23, 27-28).
9ª Estação Jesus cai pela terceira vez.
«O meu espírito desfalece dentro de mim, gelou-se-me o coração dentro do peito. Ergo para ti as minhas mãos; como terra seca, a minha alma está sedenta de ti. Senhor, responde-me depressa; estou prestes a desfalecer! Não escondas de mim a tua face, pois seria como os que descem à sepultura» (Sl 143, 4.6-7).
10.ª Estação Jesus é despojado das suas vestes.
«Os soldados pegaram na roupa de Jesus e fizeram quatro partes, uma para cada soldado, exceto a túnica. A túnica, toda tecida de uma só peça de alto a baixo, não tinha costuras. Então, os soldados disseram uns aos outros: “Não a rasguemos; tiremo-la à sorte, para ver a quem tocará”. Assim se cumpriu a Escritura, que diz: “Repartiram entre eles as minhas vestes e sobre a minha túnica lançaram sortes”. E foi isto o que fizeram os soldados» (Jo 19, 23-24).
11.ª Estação Jesus é cravado na cruz.
«Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, crucificaram-no a Ele e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. Jesus dizia: “Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem”» (Lc 23, 33-34a).
12.ª Estação Jesus morre na cruz.
«Por volta do meio-dia, as trevas cobriram toda a região até às três horas da tarde. O sol tinha-se eclipsado e o véu do templo rasgou-se ao meio. Dando um forte grito, Jesus exclamou: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”. Dito isto, expirou» (Lc 23, 44-46).
13.ª Estação Jesus é retirado da cruz.
«Depois disto, José de Arimateia, que era discípulo de Jesus, mas secretamente por medo das autoridades judaicas, pediu a Pilatos que lhe deixasse levar o corpo de Jesus. E Pilatos permitiu-lho. Veio, pois, e retirou o corpo» (Jo 19, 38).
14.ª Estação Jesus é depositado no sepulcro.
«Tomaram então o corpo de Jesus e envolveram-no em panos de linho com os perfumes, segundo o costume dos judeus. No sítio em que Ele tinha sido crucificado havia um horto e, no horto, um túmulo novo, onde ainda ninguém tinha sido sepultado. Como para os judeus era o dia da Preparação da Páscoa e o túmulo estava perto, foi ali que puseram Jesus» (Jo 19, 40-42).