www.carloscunha.net

bênção dos esposos no aniversário do matrimónio (25º 50º)

 
 
O sacerdote: Ocorrendo o aniversário da celebração do sacramento do Matrimónio, em que unistes as vossas vidas com um vínculo indissolúvel, desejais agora renovar diante do senhor os compromissos que então assumistes. A fim de que estes compromissos sejam confirmados com a graça divina, orai ao Senhor no íntimo do vosso coração.


(Os cônjuges renovam em silêncio o seu compromisso)

O esposo:
Bendito sejais, senhor, que me concedestes a graça de receber N. por minha esposa.

A esposa:
Bendito sejais, senhor, que me concedestes a graça de receber N. por meu esposo.

Ambos:
Bendito sejais, senhor, porque nos assististes com a vossa graça nos momentos felizes e nos momentos difíceis da nossa vida. Ajudai-nos, nós vos pedimos, a conservar fielmente o amor recíproco, para que sejamos testemunhas fiéis da aliança, que contraístes com os homens.

O sacerdote:
O senhor vos guarde em todos os dias da vossa vida. Seja o vosso conforto na tristeza e auxílio na prosperidade, e encha a vossa casa com a abundância das suas bênçãos. Por Nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito santo.
R. Amen.


Bênção das alianças
O sacerdote, conforme as circunstâncias, diz a oração de bênção:
Abençoai + e santificai, Senhor, o amor dos vossos servos (N. e N.), para que, entregando um ao outro estas alianças em sinal de fidelidade, recordem o seu compromisso de amor e a graça do sacramento. Por Nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito santo.
R. Amen.


Oração dos fiéis:
Invoquemos a misericórdia de Deus pai todo-poderoso,
que, na sua admirável providência,
quis que a história da salvação fosse simbolizada
pelo amor, fidelidade (e fecundidade) conjugal.
Digamos com humilde confiança:


R. Renovai, Senhor, a fidelidade dos vossos servos.


Pai santo, Deus fiel, que pedis e recompensais a fidelidade à vossa aliança,
— enriquecei com a abundância das vossas bênçãos estes vossos servos que celebram o (vigésimo quinto, quinquagésimo, sexagésimo) aniversário do seu Matrimónio:


Pai santo, que viveis eternamente com o filho e o Espírito santo, em plena unidade de vida e comunhão de amor,
— fazei que estes vossos servos recordem sempre e observem fielmente a aliança de amor que firmaram no sacramento do Matrimónio:


Pai santo, que, na vossa admirável providência, ordenais todos os acontecimentos da vida humana de modo a orientar os fiéis para a participação no mistério de Cristo,
— fazei que estes vossos servos, aceitando serenamente as prosperidades e as adversidades da vida, fortaleçam a sua união com Cristo e vivam só para Ele:


Pai santo, que, na vossa inefável sabedoria, quisestes que o Matrimónio fosse um testemunho de vida cristã,
— fazei que todos os esposos sejam no mundo testemunhas do mistério de amor do vosso filho:


O sacerdotente diz em seguida esta oração:
Deus eterno e omnipotente, que, pela vossa admirável providência, sois o princípio e o fundamento da comunidade familiar, escutai benignamente as súplicas dos vossos servos e fazei que, seguindo os exemplos da sagrada família, possam um dia louvar-vos eternamente na alegria da vossa morada celeste. Por Nosso senhor jesus Cristo, vosso filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito santo.
R. Amen.

Depois do Pai Nosso, o celebrante diz:
Nós vos louvamos e bendizemos, Deus, criador do universo, que no princípio do mundo formastes o homem e a mulher, para constituírem uma comunidade de vida e de amor; nós vos damos graças, porque vos dignastes abençoar a união familiar dos vossos servos N. e N., para se tornarem imagem da união de Cristo com a sua Igreja. Vós que os conservastes unidos pelo amor nas alegrias e trabalhos, olhai hoje para eles com bondade: renovai constantemente a sua aliança nupcial, aumentai o seu amor e fortalecemos pelo vínculo da paz, para que (juntamente com os filhos que os rodeiam) gozem sempre da vossa bênção. Por Nosso senhor jesus Cristo, vosso filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito santo.
Todos respondem: Amen.


O Sacerdote abençoa os esposos e todos os presentes:
Deus pai todo-poderoso vos conceda a sua alegria.
R. Amen.
O filho unigénito de Deus vos assista benignamente na prosperidade e na adversidade.
R. Amen.
O Espírito santo derrame o seu amor divino em vossos corações.
R. Amen.
Por fim, abençoa todos os presentes, dizendo:
E a vós todos, aqui presentes, abençoe Deus todo-poderoso, pai, filho e Espírito santo.
R. Amen.

 
 
Voltar ao início