www.carloscunha.net
arte de amar
 
ARTE DE AMAR

A arte de amar brota do Evangelho. É necessário que o nosso amor seja "arte" e nos leve a dilatar o coração segundo a medida do coração de Jesus, amando todos e cada um para além dos nossos vínculos familiares e das nossas amizades. Eis os pontos da arte de amar:

Amar a todos

O amor que Jesus quer: Ama a todos sem excluir ninguém.

Exige que amemos a todos: o simpático e o antipático, o bonito e o feio, o rico e o pobre, o adulto e a criança, o jovem e o idoso ... Amar a todos como o Pai do Céu que não faz distinção de pessoas, mas "faz nascer o sol sobre os maus e os bons e faz cair a chuva sobre justos e injustos"(Mt 5,45).

Ser o primeiro a amar

O amor que Jesus quer: Ser o primeiro a Amar: não esperar ser amado.

Como fez Jesus, que tomou a iniciativa de vir até nós, quando éramos ainda pecadores, e como prova de amor deu-nos a sua vida(Cf.Rm 5,8). Assim, também devemos fazer: não esperar sermos amados pelo outro, mas darmos nós o primeiro passo. E para isso usar a criatividade, "inventando" sempre pequenos e novos gestos de amor ao próximo.

Fazer-se um com os outros

O amor que Jesus quer: É um amor que se faz um com o próximo.

Preenchamos o dia com serviços concretos, humildes e inteligentes. O amor não consiste em palavras e sentimentos, exige que "vivamos o outro": se ele chora, choramos com ele; se ele ri, alegremo-nos com ele. Como o apóstolo Paulo: "Com os fracos fiz-me fraco, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos..."(1Cor 9,22)

Amar os inimigos

O amor que Jesus quer: Ama até mesmo o inimigo.

Jesus disse: "Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam. Falai bem dos que falam mal de vós e rezai por aqueles que vos caluniam" (Lc 6, 27-28). Jesus quer que vençamos o mal com o bem. Agindo deste modo podemos superar as divisões, derrubar as barreiras e construir a comunidade.

Ver Jesus no outro

O amor que Jesus quer: Vê e ama Jesus em cada pessoa.

O que fazemos aos outros de bem ou de mal Jesus considera-o como feito a si: "Todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos foi a mim que o fizestes" (Mt 25, 40). Podemos amar Jesus no próximo com um "bom dia" ao professor, ao vendedor do jornal, da carne, do pão, aos colegas de trabalho...

Amarmo-nos uns aos outros

O amor que Jesus quer: o amor conduz-nos à reciprocidade.

Amar até que o amor se torne mútuo. Se a arte de amar for vivida por várias pessoas, na família, no trabalho..., então chegar-se-á ao amor recíproco, que é a pérola do Evangelho; o "mandamento novo" de Jesus realiza a unidade. O amor recíproco é o que caracteriza o cristão: "O que vos mando é que vos ameis uns aos outros"(Jo 15,17).

Dado do Amor